Projeto Fábrica Escola de Lâmpadas Led Forma Terceira Turma em Aparecida

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Projeto Capacita Jovens na Fabricação de Lâmpadas Led com Garrafa Pet

Promover a iniciação profissional e a capacitação em temas como eficiência energética, eletrônica básica e meio ambiente, este é o objetivo do projeto Fábrica-Escola, promovido pelo Comitê de Energia Renovável do Semiárido(CERSA), com apoio do Instituto Nordeste Cidadania(INEC), Engeselt e Energisa e parceria do Instituto Frei Beda de Desenvolvimento Social, o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar de Aparecida-PB (SINTRAF) e Associação do Assentamento Acauã.

Aconteceu, nos dias 15 e 16 de Novembro a capacitação da quarta turma do curso de capacitação para confecção de lâmpadas led com garrafas PET. As aulas foram ministradas pelo coordenador técnico do CERSA e membro da diretoria da Frente por Uma Nova Política Energética, Walmeran Trindade, com o apoio técnico dos eletricistas Anderson Alberto Pinto, Alberto Granjeiro e José Neto.

A capacitação que se divide em dois módulos (teórico e prático), promove não só a qualificação para o mercado de trabalho na área de eletrônica, mas também contribui para a conscientização dos jovens sobre problemas que afetam o semiárido como mudanças climáticas, problemática energética e dos seus efeitos no bioma caatinga

O material para fabricação da lâmpada custa aproximadamente 5 reais e resulta em uma iluminação eficiente . Veja abaixo o passo-a-passo para a fabricação da lâmpada.

 

CERTIFICAÇÃO

 

No dia 16 de Novembro, os alunos da terceira turma do curso de fabricação de lâmpadas led, receberam o certificado de conclusão. Os participantes tiveram oportunidade de receber o documento das mãos do coordenador geral do CERSA e membro da diretoria Frente Por Uma Nova Politica Energética, César Nóbrega, da coordenadora pedagógica do projeto, Aldineide Alves, da agente pastoral da CPT, Socorro Gouveia e do secretário de agricultura de Aparecida e presidente do SINTRAF, Antônio da Viúva.

“Muito satisfeito de ver a produção desses jovens. Espero que esta capacitação abra portas na vida deles e que sirva par eles seguirem o bom caminho, desviando do mundo das drogas e da criminalidade. Se Deus quiser outras parcerias com o CERSA irão acontecer,” disse Antônio da Viúva.

Na cerimônia, os representantes do CERSA dialogaram com os jovens afim de incentivá-los a lutar pela manutenção da fábrica e também a buscar a continuação dos estudos em escolas técnicas regulares existentes na região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *