CERSA realiza mais uma etapa do projeto Escola Solar

Professor Walmeran Trindade explica na prática a conversão de energia solar em energia elétrica
Professor Walmeran Trindade explica na prática a conversão de energia solar em energia elétrica

O coordenador geral César Nóbrega e o coordenador técnico, Walmeran Trindade, do Comitê de Energia Renovável do Semiárido (CERSA) se reuniram com o corpo docente da Escola Estadual Dione Diniz no distrito de São Gonçalo-PB, na segunda-feira 21 de Março.  O colégio foi uma das primeiras instituições de ensino a ser contemplada com as ações do Projeto Escola Solar, ao lado da Escola Monsenhor Vicente Freitas em Pombal.

O principal objetivo foi avaliar com os educadores as atividades desenvolvidas através do Projeto Escola Solar e firmar novos compromissos a serem trabalhados. Durante o mês de Março, o CERSA desenvolveu as seguintes ações: realização de palestras sobre o tema Energia Renovável no Semiárido Nordestino para alunos e professores e  palestra para a comunidade escolar sobre Energia solar Fotovoltaica.

Estiveram presentes na reunião 20 professores dos Ensinos Fundamental e Médio para planejar com o auxílio dos coordenadores do comitê, atividades didáticas envolvendo a energia solar. Alguns deles relataram a dificuldade de adequar o tema aos conteúdos programáticos das disciplinas. Porém, Walmeran sugeriu algumas metodologias que podem ser trabalhadas interdisciplinarmente, a exemplo do relógio solar que tanto pode ser utilizado nas aulas de Matemática para explicar os arcos como nas aulas de Educação Artística.

“Todo ano já trabalho com as turmas do 6° ano jogos de materiais reciclados. Dentro desse 1° bimestre, pretendo aprimorar esses jogos incluindo a temática da energia, São jogos bem básicos, mas que dão para adaptar à parte de vocabulário,” disse a professora de Lingua Inglesa Nair Pereira.

Na ocasião também foi anunciado uma parceria do CERSA, com a 10ª gerência de ensino, a Secretária de Educação do Estado da Paraíba e o Centro Vocacional Técnológico-IFPB para a instalação de um programa de eficiência energética para as Escolas Dione Diniz e Monsenhor Vicente Freitas. A tecnologia fotovoltaica para energização desses ambientes será utilizada como forma de chamar a atenção da comunidade sobre o uso desse recurso energético. 6 - IMG_1923

A reunião foi finalizada com uma prática que serviu para demonstrar o principio da energia fotovoltaica, ou seja, a conversão da energia solar em energia elétrica. Para tanto, foram distribuídos um kit com minicélulas, chaves de fendas, mini-leds e mini-motores. A ideia é mostrar como a energia solar pode estar presente no cotidiano movimentando um motor ou acendendo uma luz. Agora, de posse dos materiais necessários, os professores levarão os conhecimentos teórico-práticos adquiridos na reunião para a sala de aula.

“Tirou muitas dúvidas inclusive no sentido do acompanhamento e nos esclarecimentos dos conteúdos e metodologias que trabalharemos na sala de aula,” afirmou a supervisora Lindalva dos Santos.

À noite o professor Walmeran Trindade proferiu uma palestra aberta à comunidade de São Gonçalo com o intuito de discutir com a população sobre o panorama da matriz energética no Brasil e quais são os procedimentos para adotar a energia solar nas residências. O projeto Escola Solar é uma ação do Comitê de Energia Renovável do Semiárido em parceria com o Instituto Frei Beda de Desenvolvimento Social e o apoio do Fundo Sócio-Ambiental Casa.

 

Enio Marx – ASSessor de Comunicação do CERSA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *