Coordenadores Do CERSA Apresentam Projeto Para Solarização Da Paróquia De Sant’Ana

Aconteceu na terça-feira 18 de maio, o primeiro encontro do Projeto Paróquia Solar na Paróquia Sant’Ana em Sousa. A solenidade, que aconteceu no Auditório Dom José Gonzalez do Centro de Pastoral Padre José Mangueira Rolim, contou com a presença de representantes de cada grupo, pastoral e demais movimentos da paróquia, dos membros do Comitê de Energia Renovável do Semiárido (CERSA) e do Padre Paulo Diniz, pároco na Paróquia Sant’Ana.

Da esquerda para a direita: professor da UFCG Paulo Abrantes, Paulo Padre Diniz, coordenador do CERSA CESAR Nóbrega, coordenador técnico do CERSA Walmeran Trindade, engenheiro eletricista Beethoven Nóbrega e agente de desenvolvimento do Banco do Nordeste José Cunha
Da esquerda para a direita: professor da UFCG Paulo Abrantes, Padre Paulo Diniz, coordenador do CERSA César Nóbrega, coordenador técnico do CERSA Walmeran Trindade, engenheiro eletricista Beethoven Nóbrega e agente de desenvolvimento do Banco do Nordeste José Cunha

O coordenador geral do CERSA e membro da Frente Por Uma Nova Política Energética, César Nobréga, abriu o encontro contando um pouco da história e como surgiu o comitê em 2014, destacando que partiu da inquietação de ativistas ambientais, pesquisadores e organizações não-governamentais, que se preocupam com a realidade do semiárido brasileiro, que ocupa grande parte da região Nordeste e do norte do estado de Minas Gerais, e possui os mais altos índices de insolação do planeta, o que significa uma privilegiada potencialidade de contribuir com a produção de energia solar.

Professor Walmeran Trindade na apresentação do projeto
Professor Walmeran Trindade na apresentação do projeto

O coordenador técnico do Comitê, o Professor Doutor Walmeran Trindade, introduziu o tema Paróquia Solar, que se trata de um projeto que visa desenvolver atividades de promoção do sol como principal fonte de energia através do trabalho das pastorais, como também de as igrejas católicas investirem na geração de energia elétrica descentralizada, tendo como fonte o sol. “A ideia da Paróquia Solar é bem utilizar a força evangelizadora da Igreja para que esses conhecimentos cheguem a mais gente,” destacou.

O docente ressaltou a importância da Encíclica Laudato Si do Papa Francisco: “Esse documento é um dos mais importantes já escritos nos últimos tempos, onde ele convoca a todos a cuidarmos da nossa casa comum, trazendo um alerta forte e bem claro, mas também dizendo como nós podemos agir para salvar nosso planeta,” disse.

Entre as atividades propostas está a de promover encontros de formação para os agentes pastorais com as seguintes temáticas: mudanças climáticas, problemática energética, uso descentralizado das energias renováveis e eficiência energética.

Está prevista também a formação de Agentes Comunitários de Energia responsáveis por disseminar os conceitos básicos para o uso eficiente de energia elétrica entre os diversos segmentos da paróquia

O projeto culminará com a solarização das edificações da igreja através da construção de um fundo rotativo solidário entre diversas paróquias da diocese  para aquisição de equipamentos fotovoltaicos e/ou mini-eólicos.

“É uma grande ação da Paróquia Sant’Ana, que servirá de exemplo para outras paróquias, outras cidades e até outros estados”, concluiu Walmeran Trindade.

O Padre Paulo Diniz declarou que, como resposta concreta a Campanha da Fraternidade 2017, está trabalhando em um projeto para que seja possível que a Paróquia Sant’Ana produza toda a energia elétrica de todas as suas edificações, de modo especial a solar, já que é abundante na região de Sousa.

FONTE: SITE DA DIOCESE DE CAJAZEIRAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *