EQUIPE DO CERSA VISITA USINA DE MINIGERAÇÃO DE ENERGIA SOLAR PAROQUIAL

Na manhã desta sexta-feira, 05, a equipe do CERSA (Comitê de Energias Renováveis do Semiárido), representada por Anchieta Assis, juntamente com o Bispo Diocesano, Dom Eraldo Bispo da Silva, visitou as instalações da  Miniusina de Energia Solar Paroquial, em Patos/PB. A equipe foi recebida pelo Pe. Joácio da Nóbrega, pároco da catedral de Nossa Senhora da Guia que apresentou as implementações.

Padre Joácio explicou que, inicialmente, o empreendimento irá atender uma demanda de energia elétrica para 13 locais e instalações vinculados à referida catedral. A Miniusina solar paroquial, é composta por 207 grandes placas com células voltaicas, que captam a luz do sol, além de um inversor de energia com uma potência total de 70,38 KWp. O custo total do investimento foi de R$ 220,000.00 e estima-se gerar uma economia em torno de R$ 88.000,00 ano, segundo o vigário da catedral.

De acordo com pároco, o sistema já era uma demanda antiga da Paróquia, pois a catedral encontrava certas dificuldades com o valor elevado da energia e esse investimento não só trará benefícios econômicos, como também, passará a ter uma melhor eficiência energética.

Sobre as vantagens para o meio ambiente, Dom Eraldo destacou que para a igreja o projeto é a concretização de um discurso que vem sendo desenvolvido a partir do magistério do Papa Francisco, em sua encíclica Laudato Si, que chama atenção para o cuidado com a nossa casa comum, com a vida e sua integralidade, passando pela exploração do sistema capitalista que gera grandes consequências de interesses empresariais. Dom Eraldo aproveitou o momento para fazer um apelo de conscientização para que outras paróquias invistam em sistemas de energia fotovoltaica, destacando também o Dia Internacional do Meio Ambiente, comemorado durante a semana.

Uma outra iniciativa em execução no território da diocese de Patos é o projeto “Cuidando da Nossa Casa Comum”, que conta com o apoio do Fórum de Mudanças Climáticas e Justiça Socioambiental, acompanhado desde o seu início pelo assessor, filósofo e cientista social, Ivo Poletto. Durante entrevista concedida ao CERSA, Ivo Poletto parabenizou Dom Eraldo e Padre Joácio pela iniciativa, destacando o papel social da diocese, que promove através da evangelização, a conscientização da produção de energia sustentável e o cuidado com o meio ambiente.

Ivo Poletto aproveitou para falar sobre os impactos ambientais causados pelas instalações dos Parques Eólicos na região do semiárido paraibano, como também destacou o descaso por parte do Governo Federal, que, explicitamente, tem como objetivo destruir o Meio Ambiente.
“O governo eleito tem como uma de suas prioridades destruir o Meio Ambiente. Comprometido com empresas brasileiras e internacionais, para poder ocupar a Amazônia e assim liberar os solos para produção de mercadoria. Nós precisamos cuidar mais da terra e uma das coisas que precisamos fazer é deixar de consumir e de pagar um alto preço pela energia elétrica que é produzida estragando os rios, queimando carvão, ou ainda pior, que incentivam a produção de energia por meio de usinas nucleares”, relatou.

Anchieta Assis, um dos coordenadores do projeto “Cuidando da Nossa Casa Comum”, falou da alegria em visitar a usina que beneficiará tanto a catedral, quanto outras dependências ligadas a paróquia. Ele acrescentou ainda sobre o Projeto Cuidando da Nossa casa Comum: “Essa mobilização e sensibilização vem para utilizar a grande riqueza que a gente tem que é o sol. É uma iniciativa custou muito, mas, chegou e hoje em parceria com o Fórum de Mudanças Climáticas e Justiça Socioambiental e com o apoio da Diocese de Patos,, tem avançado bastante”, declarou.

A usina de minigeração e distribuição de energia solar paroquial está localizada no bairro Jardim Magnólia, em Patos/PB e de acordo com Padre Joácio é fruto de um projeto de ação solidária que vem sendo desenvolvida desde 2018. A usina conta ainda com apoio e a colaboração de todos os devotos, além das Pastorais, dos movimentos e serviços paroquiais que estão à frente do Conselho Econômico.

Palloma Pires

CERSA/ Projeto Cuidando da Nossa Casa Comum.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *